4. Orientações de Tradução

Este manual tem como objetivo ajudar o tradutor. Primeiramente, é explicado o processo geral de como tecnicamente é feita uma tradução. Posteriormente, a tradução é explicada a partir de um documento rst real em inglês que é traduzido para holandês. Finalmente, é apresentado um resumo de Rules of translation .

Nota

Embora este guia tenha enfoque na Documentação QGIS, os métodos e as regras descritas abaixo também são aplicáveis às outras traduções do QGIS.

4.1. Processo de tradução

QGIS Documentation is written in English with .rst files. In order to provide translations:

  1. Um script de pré-construção cria arquivos de tradução denominados .po para o idioma inglês na pasta /QGIS-Documentation/i18n/en.

  2. Esses “originais” são copiados pelo script para as pastas i18n para outros idiomas.

  3. As frases nos arquivos: file: .po são enviadas para a plataforma web Transifex e disponibilizadas para tradutores que podem começar a traduzir do inglês para o seu idioma com o editor.

  4. No final do dia, um script retira todas as traduções validadas

  5. Na próxima compilação da documentação (que ocorre pelo menos uma vez por dia), um script reutiliza as frases para criar uma saída traduzida

  6. Quando, mais tarde, um documento .rst for atualizado, um novo arquivo .po é criado na parte em inglês. O conteúdo deste novo arquivo será mesclado com os arquivos .po já existentes para cada idioma. Isso significa que quando uma nova linha é adicionada a um documento .rst que já foi traduzido, apenas as frases novas/atualizadas são adicionadas ao arquivo traduzido .po e precisam ser traduzidas. A quantidade de trabalho para atualizar as traduções para a próxima versão deve ser relativamente pequena.

Nota

O processo acima é o mesmo seguido para traduzir o site QGIS, QGIS Desktop e Servidor QGIS. A diferença com os aplicativos é que, em vez de: file:.po, todas as strings traduzíveis nos arquivos .py, .cpp, .yaml e outras… os arquivos que moldam o aplicativo são enviados e retirados do transifex como um único arquivo : file:.ts.

Duas ferramentas diferentes são usadas atualmente para a tradução do QGIS:

  • A Plataforma web Transifex, o modo mais fácil e recomendado de traduzir o QGIS, transparentemente realiza o processo descrito acima e coloca todos os textos traduzíveis em um só lugar para o tradutor. Apenas escolha os arquivos que você deseja e traduza. Os arquivos traduzidos são armazenados na plataforma até que outro lançamento seja liberado.

  • Qt Linguist, a Qt development tool, requires the translator to pull locally the .po (or .ts) files from the source code, translate and then push back.

Note que em ambas as ferramentas que você escolher, as regras de tradução são as mesmas.

4.2. Traduzir um arquivo

Para explicar como as traduções funcionam, iremos usar o módulo do mapa de densidade como exemplo. Neste exemplo iremos traduzir de Inglês para Holândes, mas irá ser praticamente a mesma coisa para os outros documentos em todos os idiomas.

A fonte do documento pode ser encontrada aqui:

QGIS-Documentation/source/docs/user_manual/plugins/plugins_heatmap.rst

Portanto porque escolhi este documento?

  1. It includes images, captions, headers, references and replacements.

  2. Eu escrevi isto tão facilmente que é facil para mim traduzir ;-)

O processo de compilação criou o arquivo inglês .po, que pode ser encontrado aqui:

QGIS-Documentation/i18n/en/LC_MESSAGES/docs/user_manual/plugins/plugins_heatmap.po

The equivalent Dutch .po file (basically a copy) can be found here:

QGIS-Documentation/i18n/nl/LC_MESSAGES/docs/user_manual/plugins/plugins_heatmap.po

Along this file you will see a tiny .mo file which indicates that it does not hold any translations yet.

4.2.1. Tradução no Transifex

Para traduzir usando Transifex, você precisa:

  1. crie uma conta no Transifex e junte-se ao projeto QGIS.

  2. Uma vez que você faça parte de uma equipe de idiomas, clique no projeto correspondente (neste caso, `` Documentação do QGIS``). Uma lista de idiomas disponíveis com sua proporção de tradução é exibida.

    ../../_images/transifex_choose_language.png

    Fig. 4.1 Selecionar idioma para tradução no menu Transifex

  3. Hover over your language and click either:

    • View resources: translatable .po files with their ratio of translation, number of strings and some more metadata are now displayed.

    • ou: guilabel:Translate: abre a interface de tradução com todos os arquivos disponíveis .po

  4. Identifique o arquivo que você deseja traduzir (no nosso caso, estamos procurando o docs_user-manual_plugins_plugins-heatmap, o arquivo de complemento do heatmap) ou qualquer arquivo inacabado e clique nele: as strings nos arquivos são carregadas e você pode usar a interface para filtrar, traduzir, sugerir tradução …

    Dica

    Para a documentação ou para o website, ao clickar no link Fix me no rodapé de uma página, você será direcionado à página de tradução correspondente no Transifex.

  5. Tudo o que você precisa fazer é selecionar cada texto e traduzir seguindo as guidelines.

Para mais informações sobre o uso do Editor Web Transifex, veja https://docs.transifex.com/translation/translating-with-the-web-editor.

4.2.2. Traduções no Qt Linguist

Com Qt Linguist, você precisa:

  1. pegue manualmente os arquivos .po ou .ts. Isso pode ser feito baixando o(s) arquivo(s) da plataforma Transifex ou da pasta i18n/$language do repositório de origem (no GitHub),

  2. proceed to the translation locally

  3. fazer o upload dos arquivos modificados para suas fontes (Transifex ou GitHub).

Embora o download e o upload de arquivos traduzíveis possam ser feitos com o Transifex, não é recomendável usar esse processo. Como não há um sistema de versão no Transifex, o arquivo que você enviar simplesmente substituirá o existente e, potencialmente, substituirá qualquer modificação feita por outras pessoas na plataforma.

Quando você abrir o arquivo no Qt Linguist pela primeira vez, você verá a seguinte caixa de diálogo:

../../_images/linguist_choose_language.png

Fig. 4.2 Selecione o idioma para tradução no menu linguista

O idioma Destino deverá ser preenchido corretamente. O idioma de Origem pode ser deixado como o idioma POSIX e País/Região em Qualquer País.

When you press the OK button Qt Linguist is filled with sentences and you can start translating, see Figure_translation_menu.

../../_images/linguist_menu.png

Fig. 4.3 Tradução usando o menu linguist

No menu poderá ver os seguintes botões que devem ser usados.

  • linguist_done_next The Translation Done Next button, is the most important button. If the item needs translation, you enter a translation in the text field, then hit this button. If the item does not need translation just leave the text field for translation empty and also hit this button which indicates the item is done and you continue with the next item.

  • linguist_previous O Botão Anterior, pode ser usado para ir para um anterior item de tradução.

  • linguist_next O Botão Seguinte, pode ser usado para ir para o próximo item de tradução.

  • linguist_next_todo O Botão Seguinte A Fazer, salta a o primeiro item de tradução que necessita de tradução. É útil quando o documento original foi mudado e apenas algumas instruções novas/alteradas necessitam de ser traduzidas.

  • linguist_previous_todo O Botão Anterior A Fazer, faz uma procura para trás e salta para o primeiro item de tradução e vê se necessita de tradução.

Para mais informações sobre o uso do Qt Linguist, veja https://doc-snapshots.qt.io/qt5-5.12/linguist-translators.html

Aviso

Se você deseja fazer o download do conteúdo a ser traduzido do repositório de origem, nunca faça isso no ramo `` master``. Para traduções, sempre existem ramificações de tradução disponíveis, uma vez que um documento é totalmente atualizado em inglês para uma determinada versão. Como exemplo, para traduzir o manual do QGIS 2.8, você deve usar a ramificação manual_en_v2.8.

4.2.3. Traduzir o manual

Agora iremos começar a traduzir o manual do plugin_heatmap !

Traduzir a maioria das frases deve ser simples. Durante esta sessão de tradução eu irei apontar quais partes (no arquivo rst) precisam de tradução especial.

Abaixo nós vemos uma frase interessante para traduzir:

The |heatmap| :sup:`Heatmap` plugin allows to create a heatmap from a
point vector map. A heatmap is a raster map showing the density or
magnitude of point related information. From the result "hotspots" can
easily be identified.

Esta instrução contem duas instruções rst:

  1. |heatmap| as palavras entre | são substituições e estas nunca devem ser traduzidas! Isto será substituido pelo o ícone do módulo de densidade!

  2. : sup: `Heatmap`, a instrução` : sup: `é uma instrução de superposição e imprime o texto a seguir um pouco mais alto. Isso é usado para mostrar os textos pop-up que aparecem quando você passa o mouse sobre o item da barra de ferramentas e isso pode ser diferente quando é realmente traduzido no aplicativo QGIS. No caso holandês, não é!

Todos os outros textos nesta instrução podem ser traduzidos!

O próximo item para tradução contém a expressão :ref:, que é comumente utilizada para se referir a outra seção do manual! O texto que segue a expresão :ref: nunca deve ser mudado, pois é uma identificação única.

First this core plugin needs to be activated using the Plugin Manager
(see Section :ref:`load_core_plugin`). After activation the heatmap icon
|heatmap| can be found in the Raster Toolbar.

In this case load_core_plugin is a unique reference identifier placed before an rst item that has a caption. The ref statement will be replaced with the text of the header and turned into a hyperlink. When the header this reference is referring to is translated, all references to this header will be automatically translated as well.

O próximo item contem a etiqueta rst :menuselection: seguida de texto que atualmente exibida num menu da aplicação |qg|, isto deve ser traduzido na aplicação e portando deverá ser alterado quando for o caso.

Select from menu :menuselection:`View --> Toolbars --> Raster` to activate
the Raster Toolbar when it is not yet activated.

O item “Ver –>” acima está atualmente traduzido para “Beeld –>” porque esta é a tradução usada para Holandês localizada na aplicação |qg|.

Um pouco mais à frente nós encontramos um item de tradução um pouco mais díficil:

The |heatmap| :sup:`Heatmap` tool button starts the Dialog of the Heatmap
plugin (see figure_heatmap_settings_).

Contém uma referência a uma figura figure_heatmap_settings_, e como uma referência a uma seção, essa referência não deve ser alterada!! A definição de referência do documento rst não está incluída no arquivo .po e, então, não pode ser alterada. Isso significa que a referência às figuras não pode ser traduzida. Quando o HTML é criado, você verá figure_heatmap_settings. Quando um documento PDF é criado, figure_heatmap_settings_ é substituído por um número de figura.

O próximo item de tradução com atributos rst é o seguinte item:

**Input Point dialog**: Provides a selection of loaded point vector maps.

Não remova os asteriscos na linha acima. Ela irá mostrar o texto em negrito. O texto é geralmente um texto incluído no próprio menu e pode ser traduzido no aplicativo.

O seguinte item de tradução contém a etiqueta :guilabel: rst.

When the |checkbox| :guilabel:`Advanced` checkbox is checked it will
give access to additional advanced options.

O texto Advanced da tag quilabel pode ser traduzida no QIS Desktop e provavelmente precisa ser modificada!

O próximo item de tradução contém contém ``airports``. As aspas são utilizadas para dar uma nova fonte ao texto. Neste caso, é uma expressão literal e não necessita tradução.

For the following example, we will use the ``airports`` vector point
layer from the QGIS sample dataset (see :ref:`label_sampledata`).
Another excellent QGIS tutorial on making heatmaps can be found on
`https://www.qgistutorials.com
<https://www.qgistutorials.com/en/docs/creating_heatmaps.html>`_.

This item also includes a hyperlink with an url and an external presentation. The url should of course be left intact, you are allowed to change the external text https://www.qgistutorials.com which is visible by the reader. Never remove the underscore at the end of the hyperlink which forms an essential part of it!!

4.2.4. Sumário das Regras para a tradução

  1. Não modifique textos entre dois |, como em |bronze|, |checkbox|, |labels|, |selectString|, |addLayer| … Essas são etiquetas especiais utilizadas para substituir imagens

  2. Não modifique as referências que iniciam com as etiquetas :ref:` ou``:file:``

  3. Não modifique as referências que terminam com underline, como em figure_labels_1_

  4. Não modifique a url em um hiperlink, mas você pode modificar a descrição externa. Mantenha o underline ao final do hiperlink, sem espaço adicional (>`_)

  5. Altere os textos que seguem as tags :index:, :sup:, :guilabel: e``:menuselection:``. Confira como ela é traduzida no QGIS Desktop. Não altere a tag.

  6. Textos entre duplo asterisco e entre aspas geralmente indicam valores ou nomes de campos, as vezes necessitam tradução e as vezes não.

  7. Esteja atento para usar os mesmos (e mesmo número) caracteres especiais do texto original, tais como `, ``, *, **, ::. Isto contribui para a apresentação das informações fornecidas.

  8. Não inicie nem finalize um texto com caracteres especiais ou etiquetas com espaço.

  9. Não finalize as frases traduzidas com um novo parágrafo, do contrário o texto não será traduzido durante a geração do html.

Agarra-se às regras apresentadas em cima e o documento traduzido irá ficar muito bom!

Para qualquer dúvida, entre em contato com Equipe da comunidade QGIS ou Equipe de tradução QGIS.