Outdated version of the documentation. Find the latest one here.

1. Lesson: Trabalhando com Dados Vetoriais

A informação vectorial é sem dúvida o tipo mais comum de dados que você vai encontrar no uso diário de GIS. Ela descreve os dados geográficos em termos de pontos, que podem ser conectados em linhas e polígonos. Cada objeto em um conjunto de dados vetor é chamado recurso, e está associado a dados que descrevem esse recurso.

Meta para esta lição: Aprender mais sobre a estrutura de dados vetoriais e como carregar conjuntos de dados vetoriais em um mapa.

1.1. basic Follow Along: Visualizando Atributos da Camada

É importante saber que os dados que você estará trabalhando não representam apenas onde os objetos estão no espaço, mas também te diz o que esses objetos são.

A partir do exercício anterior, você deve ter a: guilabel: camada ‘estradas` carregada em seu mapa. O que você pode ver agora é apenas a posição delas.

Para ver todos os dados disponíveis para você selecione a :guilabel: camada estradas no painel de Camadas:

Ela vai mostrar uma tabela com mais dados sobre a camada: guilabel:’estradas`. Esta informação adicional é chamada dado de atributo. As linhas que você pode ver no mapa representam onde estão as estradas; esta é a camada dados espaciais.

Essas definições são comumente usados ​​em SIG, por isso é essencial lembrá-las!

  • Agora você pode fechar a tabela de atributos.

A informação vetorial representa características por meio de pontos, linhas e polígonos em um plano de coordenadas. É normalmente usada para armazenar características distintas, como estradas e quadras de cidade.

1.2. basic Follow Along: Carregando Dados Vetoriais a partir de arquivos Shape

O Shapefile é um formato de arquivo específico que permite armazenar dados de SIG em um grupo associado de arquivos. Cada camada consiste em vários arquivos com o mesmo nome, mas diferentes tipos de arquivo. Os Shapefiles são fáceis de enviar e receber e a maioria dos softwares SIG pode lê-los.

Volte para o exercício introdutório na seção anterior para obter instruções sobre como adicionar camadas vetoriais.

Carregue os conjuntos de dados em seu mapa seguindo o mesmo método:

  • “locais”

  • “água”

  • “rios”

  • “construções”

Confira seus resultados

1.3. basic Follow Along: Carregando dados vetoriais a partir de um Banco de Dados

Os bancos de dados permitem armazenar um grande volume de dados associados em um único arquivo. Você pode já estar familiarizado com um sistema de gerenciamento de banco de dados (DBMS), como o Microsoft Access. Aplicações SIG também podem fazer uso de bancos de dados. Os DBMSes específicos do SIG (como PostGIS) têm funções extras, porque eles precisam lidar com dados espaciais.

  • Clique neste ícone: mActionAddSpatiaLiteLayer

(Se você tem certeza que não pode vê-lo em tudo, verifique se a: guilabel: guia Gerenciar Camadas está habilitada.)

Abrirá um novo diálogo. Nesta caixa de diálogo:

  • Clique no :guilabel:botão Novo.

  • Na mesma pasta dos outros dados, você deve encontrar o arquivo: guilabel:landuse.sqlite. Selecione-o e clique em: guilabel:’Abrir’.

Você vai ver agora o primeiro diálogo novamente. Observe que o menu suspenso selecionado acima dos três botões agora mostra “land_use.db@...”, seguido do caminho do arquivo do banco de dados em seu computador.

  • Clique no botão: guilabel: Conectar. Você deve ver isso na caixa anteriormente vazia:

../../../_images/spatiallite_dialog_connected.png
  • Clique na camada uso do solo para selecioná-la, depois clique em Adicionar

Nota

Lembre-se de salvar o mapa muitas vezes! O arquivo de mapa não contém qualquer um dos dados diretamente, mas sim as camadas que você carregou nele.

Confira seus resultados

1.4. Follow Along: Reordenando as Camadas

As camadas na lista Camadas são desenhadas no mapa em uma determinada ordem. A camada no fundo da lista está desenhada em primeiro lugar, e a camada na parte superior é desenhada por último. Ao alterar a ordem em que são mostradas na lista, você pode alterar a ordem em que eles são desenhadas.

Nota

Dependendo da versão do QGIS que você está usando, você pode ter uma caixa de opção abaixo da lista de Camadas chamada Controle da ordem de renderização. Isto precisa ser checado (ligado) para que ao se deslocarem as camadas para cima e para baixo na lista de Camadas as trará para a frente ou as enviará para trás do mapa. Se a sua versão do QGIS não tem essa opção, então ele é ativado por padrão e você não precisa se ​​preocupar com isso.

A ordem em que as camadas são carregadas no mapa está provavelmente sem lógica nesta etapa. É possível que a camada estrada esteja completamente escondida por que outras camadas estão sobre ela.

Por exemplo, esta ordem de camada...

../../../_images/incorrect_layer_order.png

... resultaria em estradas e lugares escondidos sob áreas urbanas.

Para resolver este problema:

  • Clique e arraste em uma camada na lista Camadas.

  • Reordene-os para se parecer com isso:

../../../_images/correct_layer_order.png

Você verá que o mapa agora faz mais sentido visualmente, com estradas e edifícios que aparecem acima das regiões de uso da terra.

1.5. In Conclusion

Agora que você adicionou todas as camadas você precisa de várias fontes diferentes.

1.6. What’s Next?

Usando cores aleatórias atribuídas automaticamente ao carregar as camadas, o seu atual mapa possivelmente não será fácil de ler. Seria preferível atribuir sua própria escolha de cores e símbolos. Isto é o que você vai aprender a fazer na próxima lição.