.

QGIS como Cliente de Dados OGC

O Consórcio Geoespacial Aberto (OGC), é uma organização internacional como mais de 300 organizações em todo mundo do tipo comerciais, sem fins lucrativos e de investigação. Os membros desenvolvem e implementam padrões para os conteúdos e serviços geoespaciais, processamento e troca de dados SIG.

Descrevendo um modelo básico de dados para elementos geográficos e um número crescente de específicações estão desenvolvidos para servir necessidades específicas para localização interoperável e tecnologia geoespacial, incluindo o SIG. Mais informação é encontrada em http://www.opengeospatial.org/.

As especificações OGC importantes suportadas pelo QGIS são:

Os serviços OGC estão a ser crescentemente usados para troca de dados geoespaciais de diferentes implementações SIG e armazenamento de dados. O QGIS consegue lidar com as especificações em baixo como cliente, sendo SFS (através do suporte do fornecedor PostgreSQL/ PostGIS, veja Seção Camadas PostGIS).

Cliente WMS/WMTS

Visão Global do Suporte WMS

O QGIS atualmente pode funcionar como cliente WMS que entende servidores WMS 1.1, 1.1.1 e 1.3. Foi particularmente testado contra serviços públicos de acesso como os DEMIS.

Os servidores WMS funcionam através de pedidos pelo cliente (ex.: QGIS) para mapas raster com uma dada extensão, conjunto de camadas, estilos de simbolização, e transparência. O servidor WMS de seguida consulta as suas fontes de dados locais, matricializa num mapa e manda de volta ao cliente em formato raster. Para o QGIS isto tipicamente vem em JPEG ou PNG.

WMS é um serviço REST genérico (Estado de Transferência Representativo) mais que um Serviço Web completamente fundido. Como tal, pode realmente obter os URLs gerados pelo QGIS e usá-los num navegador da web para recuperar as mesmas imagens que o QGIS usa internamente. Isto pode ser útil para resolver problemas, uma vez que existem várias marcas de servidores WMS no mercado e todos eles têm a sua própria interpretação da norma WMS.

As camadas WMS podem ser adicionadas facilmente, desde que conheça o acesso URL para o servidor WMS, tenha uma ligação de serviço a esse servidor, e o servidor compreenda HTTP como um mecanismos de transporte de dados.

Visão Global do Suporte WMTS

O QGIS pode também agir como um cliente WMTS. O WMTS é um padrão OGC para a distribuição de conjuntos de mosaicos de dados geoespaciais. Isto é uma forma mais rápida e mais eficiente para distribuir dados que o WMS porque com o WMTS os conjuntos de mosaicos são pré-gerados e o cliente apenas faz pedidos de transmissão dos mosaicos e não os produz. Um pedido típico do WMS envolve a geração e transmissão de dados. Um exemplo conhecido de um padrão não-OGC para a visualização de mosaicos de dados geoespaciais é o Google Maps.

De maneira a exibir os dados a várias escalas perto do que o utilizador queira ver, os conjuntos de mosaicos WMTS são produzidos em vários diferentes níveis de escala e são disponibilizados para o cliente SIG a seu pedido.

Este diagrama ilustra o conceito dos conjuntos de mosaicos

Figure WMTS 1:

../../../_images/concept_wmts.png

Conceito dos conjuntos de mosaicos do WMTS

Os dois tipos de interfaces WMTS que o QGIS suporta são via Key-Value-Pairs (KVP) e RESTful. Estas duas interfaces são diferentes e necessita especificá-los ao QGIS de forma diferente.

1) In order to access a WMTS KVP service, a QGIS user must open the WMS/WMTS interface and add the following string to the URL of the WMTS tile service:

"?SERVICE=WMTS&REQUEST=GetCapabilities"

Um exemplo deste tipo de endereço é

http://opencache.statkart.no/gatekeeper/gk/gk.open_wmts?\
  service=WMTS&request=GetCapabilities

A camada topo2 funciona lindamente para testar neste WMTS. Adicionando esta linha e texto indica que é um serviço web WMTS que deverá ser usado em vez de o serviço WMS.

  1. O serviço WMTS RESTful torna-se uma forma diferente, é um URL simples, a forma recomendada pela OGC é:

{WMTSBaseURL}/1.0.0/WMTSCapabilities.xml

Este formato ajuda-o a reconhecer que isto é um endereço RESTful. O WMTS RESTful é acedido no QGIS adicionando simplesmente o endereço na configuração do WMS no campo do URL da forma. Como exemplo para um mapa base Austríaco deste tipo de endereço é http://maps.wien.gv.at/basemap/1.0.0/WMTSCapabilities.xml.

Nota

Pode encontrar alguns serviços antigos chamados de WMS-C. Esses serviços são muito semelhantes ao WMTS com a mesma finalidade mas trabalham ligeiramente diferente). Pode geri-los da mesma forma que faz nos serviços WMTS. Apenas adicione ?tiled=true no final do url. Veja http://wiki.osgeo.org/wiki/Tile_Map_Service_Specification para mais informações sobre esta especificação.

Quando lê o WMTS pode muitas vezes pensar em WMS-C.

Selecionando os Servidores WMS/WMTS

Na primeira vez que usa o elemento WMS no QGIS, não existem servidores definidos.

Comece clicando no botão mActionAddWmsLayer Adicionar camada WMS na barra de ferramentas, ou através do menu Camada ‣ Adicionar Camada WMS ....

A janela Adicionar Camada(s) do Servidor para adicionar camadas dos servidores WMS aparecem. Pode adicionar alguns servidores para brincar clicando no botão [Adicionar servidores padrões] . Isto irá adicionar dois servidores WMS demonstração para que possa usar, os servidores WMS do DM Solutions Group e Lizardtech. Para definir uma novo servidor WMS no separador Camadas, selecione o botão [Novo] . De seguida introduza os parâmetros de ligação que deseja para o Servidor WMS, como está listado na table_OGC_1:

Nome

Um nome para esta ligação. Este nome será usado para a lista de Ligações do Servidor para que possa distingui-la de outros Servidores WMS.

URL

URL do servidor que fornece os dados. Isto deverá ser um nome de alojamento válido – o mesmo formato que irá usar para abrir a ligação telnet ou o ping a um alojamento.

Usuário

Nome de Utilizador para aceder a um Servidor WMS protegido. Este parâmetro é opcional.

Senha

Senha para autenticação básica no Servidor WMS. Este parâmetro é opcional.

Ignorar GetMap URI

checkbox Ignorar GetMap URI reportado nas capacidades. Use um URI dado em cima para o campo URL.

Ignorar GetFeatureInfo URI

checkbox Ignorar GetMap URI reportado nas capacidades, use um URI dado em cima para o campo URL.

Tabela 1 OGC : Parâmetros de Ligação do WMS

Se precisar de configurar um servidor proxy para receber serviços WMS da internet, pode adicionar o seu servidor proxy nas opções. Escolha o menu Configurações ‣ Opções e clique no separador Rede & Proxy. De seguida pode adicionar as suas configurações de proxy e ativá-las configurando o checkbox Use o proxy para acesso web. Certifique-se que selecionou o tipo proxy correto da lista de menu Tipo de Proxy selectstring.

Uma vez a nova ligação do Servidor WMS for criada, será preservada para sessões futuras do QGIS.

Dica

Ligar URLs dos Servidores WMS

Certifique-se, que quando introduzir o URL do servidor WMS, seja o URL base. Por exemplo, não deve ter fragmentos como request=GetCapabilities ou version=1.0.0 no seu URL.

Carregando as camadas WMS/WMTS

Uma vez preenchido os parâmetros com sucesso pode usar o botão [Ligar] para responder às capacidades do servidor selecionado. Isto inclui a codificação da imagem, Camadas, Estilos de Camadas, e Projeções. Uma vez que isto é uma operação de rede, a velocidade de resposta depende da qualidade da ligação da sua rede ao servidor WMS. Enquanto faz a transferência de dados do servidor WMS, o progresso da transferência é visualizada no canto inferior esquerdo da janela do WMS.

O seu ecrã irá ficar parecido um pouco como figure_OGR_1, que mostra a resposta fornecida pelo servidor WMS do DM Solutions Group.

Figure OGR 1:

../../../_images/connection_wms.png

Janela para adicionar servidores WMS, mostra as camadas disponíveis nix

Codificação da Imagem

A seção Codificação de Imagem agora apresenta uma lista de formatos suportados pelo cliente e servidor. Escolha de acordo com as exigências de precisão da sua imagem.

Dica

Codificação da Imagem

Tipicamente irá encontrar servidores WMS que oferecem a escolha da codificação de imagem JPEG ou PNG. O JPEG é um formato de perda de compressão, enquanto que o PNG reprodução fielmente os dados raster brutos.

Use JPEG se espera dados WMS para fotografia na natureza e/ou não se importa da perda de alguma qualidade na imagem. Este típico trade-off reduz em 5 vezes o requerimento de transferência comparado ao PNG.

Use o PNG se necessitar representações precisas dos dados originais, e não se importa dos requerimentos de transferência de dados.

Opções

O campo Opções fornece um campo de texto onde pode adicionar Nome da Camada para a camada WMS. Este nome irá ser apresentado na legenda após carregamento da camada.

Em baixo do nome da camada pode definir Tamanho do mosaico, se quiser configurar os tamanhos do mosaico (ex.: 256x256) para dividir o pedido do WMS em pedidos múltiplos.

O Limite de elementos para GetFeatureInfo define quais os elementos do servidor para consulta.

Se selecionou um WMS da lista, um campo com a projeção padrão, fornecida pelo mapserver, aparece. Se o botão [Change...] está ativo, pode clicar e mudar para a projeção padrão do WMS para outro SRC fornecido pelo Servidor WMS.

Ordem das Camadas

O separador Ordem de Camada tem uma lista das camadas selecionadas disponíveis do WMS actual ligado. Poderá reparar que algumas camadas expansíveis, isto significa que a camada pode ser exibida na escolha dos estilos de imagem.

Pode selecionar várias camadas de uma só vez, mas apenas um estilo de imagem por camada. Quando várias camadas são selecionadas, elas serão combinadas no Servidor WMS e transmitido ao QGIS de uma só vez.

Dica

Ordenação das Camadas WMS

As camadas WMS renderizadas por um servidor são sobrepostas na ordem da lista da seção de Camadas, de cima para baixo da lista. Se quiser alterar a ordem de sobreposição, pode usar o separador Ordem de camadas.

Transparência

Nesta versão do QGIS, a configuração Transparência Global da Propriedades da Camada está codificado para estar sempre ligado, quando disponível.

Dica

Transparência da Camada WMS

Disponibilidade da transparência da imagem do WMS depende da codificação da imagem usada: PNG e GIF suportam transparência enquanto que o JPEG deixa como não suportado.

Sistema de Referência de Coordenadas

O Sistema de Coordenadas Referência (SRC) é a terminologia OGC para uma projeção QGIS.

Cada Camada WMS pode ser apresentada em múltiplos SRC, depedendo da capacidade do servidor WMS.

Para escolher o SRC selecione [Alterar...] e a janela semelhante à da Figura Projeção 3 na Trabalhando com Projeções aparecerá. A diferença principal com a versão do WMS do ecrã é que neste apenas os SRC suportados apareceram no Servidor WMS.

Mosaicos

Ao usar Serviços WMTS (WMS em cache) como

http://opencache.statkart.no/gatekeeper/gk/gk.open_wmts?\
  service=WMTS&request=GetCapabilities

pode procurar através do separador Conjuntos de Mosaicos dados pelo servidor. Informação adicional como o tamanho do mosaico, formatos e SRC suportados estão na lista desta tabela. Em combinação com esta feição pode usar a escala da quadrícula do Configurações ‣ Painéis (KDE e Windows) ou Ver ‣ Painéis (Gnome e MacOSX) e de seguida escolha Escala da quadrícula, que dá escalas disponíveis do servidor de mosaicos com uma barra de deslizamento acoplada.

Usando a Ferramenta Identificar

Uma vez adicionado o servidor WMS, e se qualquer camada do servidor WMS é consultável, pode usar a ferramenta mActionIdentify Identificar para selecionar o pixel do enquadramento do mapa. A consulta é feita ao servidor WMS para cada seleção feita. Os resultados da consulta vêm na forma de um texto plano. A formatação desse texto depende do servidor WMS particular usado.

Seleção do formato

Se múltiplos formatos são suportados pelo servidor, uma caixa de combinação com os formatos suportados é automaticamente adicionado aos resultados da janela de identificação e o formato selecionado irá armazenar no projeto para a camada.

Suporte do formato GML

A ferramenta mActionIdentify Identificar suporta respostas do Servidor WMS (GetFeatureInfo) no formato GML (é chamado de Elemento no GUI do|qg| neste contexto). Se o formato “Elemento” for suportado pelo servidor e selecionado, os resultados da ferramenta Identificar são elementos vetoriais como normais camadas vetoriais. Quando um elemento é selecionado na árvore, é destacada no mapa e pode ser copiada para a área de transferência e colada em outra camada vetorial. Veja o exemplo da instalação em baixo do UMN Mapserver para suportar o formato GML GetFeatureInfo.

# in layer METADATA add which fields should be included and define geometry (example):

"gml_include_items"   "all"
"ows_geometries"      "mygeom"
"ows_mygeom_type"     "polygon"

# Then there are two possibilities/formats available, see a) and b):

# a) basic (output is generated by Mapserver and does not contain XSD)
# in WEB METADATA define formats (example):
"wms_getfeatureinfo_formatlist" "application/vnd.ogc.gml,text/html"

# b) using OGR (output is generated by OGR, it is send as multipart and contains XSD)
# in MAP define OUTPUTFORMAT (example):
OUTPUTFORMAT
    NAME "OGRGML"
    MIMETYPE "ogr/gml"
    DRIVER "OGR/GML"
    FORMATOPTION "FORM=multipart"
END

# in WEB METADATA define formats (example):
"wms_getfeatureinfo_formatlist" "OGRGML,text/html"

Propriedades de Visualização

Uma vez ter adicionado o servidor WMS, pode ver as suas propriedades clicando com o direito do mouse na legenda, e selecionando Propriedades.

Separador de Metadados

O separador Metadados exibem a riqueza de informação sobre o servidor WMS, geralmente recolhidos a partir da declaração de de Capacidades devolvidos a partir desse servidor. Muitas das definições podem ser removidas através da leitura dos padrões WMS (veja OPEN-GEOSPATIAL-CONSORTIUM Referências Bibliográficas e Web), mas aqui estão algumas definições úteis:

  • Propriedades do Servidor

    • Versão do WMS — Versão do WMS suportada pelo servidor.

    • Formatos de Imagem — A lista de MIME-types que o servidor pode responder com o desenho do mapa. O QGIS formata qualquer que seja as bibliotecas Qt subjacentes que foram construídas, que é pelo menos tipicamente a image/png e image/jpeg.

    • Formatos de Identidade — A lista dos MIME-types do servidor pode responder quando usa a ferramenta identificar. Atualmente o QGIS suporta o tipo text-plain.

  • Propriedades da Camada

    • Selecionado — Querendo ou não esta camada selecionado quando o seu servidor foi adicionado a este projeto.

    • Visível — Seja ou não essa camada esta é selecionada como visível na legenda. (Ainda não é usado nesta versão do QGIS.)

    • Pode Identificar — Camada que retorna ou não resultados através do uso da ferramenta Identificar.

    • Pode ser Transparente — Quando uma camada pode ou não pode ser editada com transparência. Esta versão do QGIS irá sempre usar a transparência se esta é Sim e a codificação da imagem suportar transparência

    • Permite Aproximar — Quando uma camada pode ou não pode ser ampliada neste servidor. Esta versão do QGIS assume que todas as camadas WMS têm esta definida como Sim. Camadas deficientes podem ser renderizadas de forma estranha.

    • Contagem em cascata — Os servidores WMS pode funcionar como proxy para outros servidores WMS para obter dados raster para uma camada. Esta entrada mostra quantas vezes o pedido para esta camada é avançada por peer nos servidores WMS para o resultado.

    • Largura Fixa, Altura Fixa — Quando uma camada pode ou não pode ter dimensões de pixeis da fonte fixadas. Esta versão QGIS assume que todas as camadas WMS têm esta definição como nada. Camadas deficientes podem ser renderizadas de forma estranha.

    • Caixa de Enquadramento WGS 84 — A caixa de enquadramento desta camada, nas coordenadas WGS 84. Alguns servidores WMS não configuram esta situação corretamente (ex.: usam as coordenadas UTM). Se for esse o caso, então a vista inicial desta camada pode ser editada com uma aparência ‘afastada’ pelo QGIS. O webmaster do WMS deve informar deste erro, que pode ser conhecido como elementos WMS XML LatLonBoundingBox, EX_GeographicBoundingBox ou CRS:84 BoundingBox.

    • SRC disponíveis — As projeções desta camada podem ser renderizadas pelo servidor WMS. Os mesmos estão listados num formato nativo WMS.

    • Disponível em estilo — Os estilos da imagem desta camada podem ser renderizadas pelo o servidor WMS.

Mostra a legenda gráfica do WMS na tabela de conteúdos e compositor

O provedor de dados WMS QGIS é capaz de exibir um gráfico legenda na tabela da lista de camadas conteúdos e no compositor mapa. A legenda WMS será exibida somente se o servidor WMS suportar GetLegendGraphic e a camada tiver getCapability url especificado, para que você também tenha como escolher um estilo para a camada.

Se uma legendGraphic está disponível, será mostrada abaixo da camada. É pequena, e você tem que clicar sobre ela para abrir na dimensão real (devido à limitação arquitetônica QgsLegendInterface). Clicando sobre a legenda da camada abrirá um quadro com a legenda em resolução máxima.

No compositor de impressão, a legenda será integrada a ele (baixando) dimensão originária. Resolução do gráfico da legenda pode ser definido nas propriedades do item sob Legenda -> WMS LegendGraphic para atender às suas necessidades de impressão

A legenda irá exibir informações contextuais com base em sua escala atual. A legenda WMS será exibida somente se o servidor WMS tiver capacidade GetLegendGraphic e a camada getCapability url for especificada, então você tem que selecionar um estilo.

Limitações do Cliente WMS

Nem todas as funcionalidades possíveis do cliente WMS foram incluídas nesta versão do QGIS. Seguem-se algumas das mais notáveis exceções .

Editando as Configurações da Camada WMS

Uma vez completo o procedimento mActionAddWmsLayer Adicionar camada WMS, não existe forma para alterar as configurações. Uma forma alternativa é apagar a camada completamente e começar de novo.

Servidores WMS que Requerem Autenticação

Atualmente o acesso público e serviços WMS protegidos são suportados. Os servidores WMS protegidos podem ser acedidos pela autenticação pública. Pode adicionar credenciais (opcionais) quando adiciona o servidor WMS. Veja a seção Selecionando os Servidores WMS/WMTS para detalhes.

Dica

Acedendo a camadas protegidas OGC

Se necessitar de proteger camadas com outros métodos seguros além da autenticação básica, pode usar o InteProxy como proxy transparente, que suporta vários métodos de suporte. Mais informação pode ser encontrada no manual InteProxy no sítio na internet http://inteproxy.wald.intevation.org.

Dica

QGIS WMS Mapserver

Desde a Versão 1.7. o QGIS tem uma implementação própria do Mapserver WMS 1.3.0. Leia mais sobre este assunto no capítulo QGIS com Servidor de Dados OGC.

WCS Cliente

wcs O Serviço Web de Cobertura (WCS) fornecem acesso aos dados matriciais de forma a serem úteis à renderização cliente, como entrada a modelos científicos, e para outros clientes. O WCS pode ser comprado ao WFS e ao WMS. Como as instâncias WMS e WFS, o WCS permite aos clientes escolher porções de informação salvadas de servidores baseados condicionantes espaciais e outros critérios de consulta.

O QGIS tem um fornecedor WCS nativo e suporta a versão 1.0 e 1.1 (que são significativamente diferentes), mas atualmente se dá preferência ao 1.0, porque o 1.1 tem vários problemas (ex.: cada servidor implementa de formas diferentes com várias particularidades).

O fornecedor WCS nativo gere todos pedidos de rede e usa as configurações padrões de rede do QGIS (especialmente o proxy). É também possível selecionar o modo de cache (‘sempre cache’, ‘preferir cache’, ‘preferir rede’, ‘sempre rede’) e fornece também suporte à seleção de posição do tempo se o domínio temporal é oferecido pelo servidor.

WFS e WFS-T Cliente

No QGIS, a camada WFS comporta-se de forma semelhante a uma camada vetorial. Pode identificar e selecionar elementos e ver a tabela de atributos. Desde o QGIS 1.6 a edição WFS-T é também suportada.

De uma forma geral adicionar uma camada WFS é muito semelhante ao procedimento usado com o WMS. A diferença é que não existe servidores padrões definidos, portanto nós teremos de adicionar o nosso.

Carregando uma camada WFS

Como exemplo nós usaremos o servidor WFS DM Solutions e exibiremos uma camada, O URL é: http://www2.dmsolutions.ca/cgi-bin/mswfs_gmap

  1. Clique na ferramenta wfs Adicionar Camada WFS na barra de ferramentas Camadas, a janela Adicionar Camada WFS do Servidor aparecerá.

  2. Clique em [Novo].

  3. Introduza ‘DM Solutions’ como nome.

  4. Introduza o URL (veja em cima).

  5. Clique [OK].

  6. Escolha ‘DM Solutions’ da lista Ligações do Servidor selectstring.

  7. Clique [Ligar].

  8. Espera pela lista de camadas a ser preenchida.

  9. Selecione a camada Parques da lista.

  10. Clique [Aplicar] para adicionar a camada ao mapa.

Repare que as configurações proxy que definiu nas suas preferências são também reconhecidas.

Figure OGR 3:

../../../_images/connection_wfs.png

Adicionando uma camada WFS nix

You’ll notice the download progress is visualized in the lower left of the QGIS main window. Once the layer is loaded, you can identify and select a province or two and view the attribute table.

Apenas o WFS 1.0.0 é suportado. Até este momento não houve muitos testes contra versões WFS implementadas em outros servidores WFS. Se encontrar problemas com outros servidores WFS, por favor não hesite em contatar a equipe de desenvolvimento. Por favor dirija-se à Seção Ajuda e Suporte para mais informação sobre as listas de discussões.

Dica

Encontrando Servidores WFS

Pode encontrar servidores WFS adicionais usando o Google ou outro motor de busca favorito. Existe um número de listas com URLs públicos, alguns têm manutenção outros não.