Janela de Propriedades de Vetor

The Layer Properties dialog for a vector layer provides information about the layer, symbology settings and labeling options. If your vector layer has been loaded from a PostgreSQL/PostGIS datastore, you can also alter the underlying SQL for the layer by invoking the Query Builder dialog on the General tab. To access the Layer Properties dialog, double-click on a layer in the legend or right-click on the layer and select Properties from the popup menu.

Figure Vector Properties 1:

../../../_images/vectorLayerSymbology.png

Vector Layer Properties Dialog nix

Aba de Estilo

|simbologia|Desde|qg|1.4.0 uma nova simbologia foi integrada paralelamente para melhorar e finalmente substituir a antiga simbologia. |qg|1.8 agora usa a nova simbologia como padrão, tal qual garante uma variedades de melhorias e novas funções.

Uma descrição da antiga simbologia está disponível na seção Simbologia Antiga.

Existem três tipos de símbolos: Símbolos de marcação (para pontos), símbolos de linhas (para linhas) e símbolos de preenchimento e contorno (para polígonos). Símbolos podem ser de uma ou mais camadas. É possivel definir a cor de um símbolo e esta cor é então definida para toda as camadas do símbolo. Algumas camadas podem ter suas cores bloqueadas - em casos que a cor não pode ser alterada. Isto é útil quando você define a cor de um símbolo multicamadas. Da mesma forma, é possivel definir a espessura dos símbolos de linha, assim como o tamanho e rotação dos simbolos de marcação.

Tipos de símbolos de camada disponíveis

  • Camadas de Ponto

    • Marcador de Fonte: Renderização com uma fonte.

    • Marcador Simples. Renderização com um marcador do tipo hardcoded.

    • Marcador SVG: Renderização com uma imagem SVG.

    • Marcador Elipse: Renderizado com vetores de elipse derivados de atributos.

    • **Marcador do Campo Vetor”: Renderização com campos de vetores derivados de atributos.

  • Camadas tipo Linhas

    • Decoração de Linhas: Adicione uma decoração de linha, ex: uma seta para indicar a direção da linha.

    • Linha tipo Marcador: Uma linha renderizada a partir da repetição de um símbolo do tipo marcador.

    • Linha Simples: Renderização normal de uma linha (com cor, espessura e estilo de pena).

  • Camada de Polígonos

    • Preenchimento tipo Centróide: Preenche o centróide de um polígono com a marcação tipo hardcoded.

    • Preenchimento SVG: Preenche um polígono com um símbolo SVG.

    • Preenchimento Simples. Renderização usual de um polígono (com cor, padrão de preenchimento e contorno definidos).

    • Preenchimento tipo Padrão de Linha: Preenche um polígono com um padrão de linha.

    • Preenchimento tipo Padrão de Ponto: Preenche um polígono com um padrão de ponto.

    • Contorno: Decoração de Linha: Adiciona uma decoração de linha, ex: uma linha para indicar uma direação de linha.

    • Contorno:Linha de Marcador: Utilize um marcador do tipo hardcoded como contorno de linha.

    • Contorno: Linha Simples. Define espessura, cor e estilo de pena como contorno de linha.

Rampas de Cor

As rampas de cor servem para definir a abrangência de cores que podem ser utilizadas durante a criação de renderizadores. A cor do símbolo será definida pela rampa de cores.

Existem três tipos de rampas de cor:

  • Gradiente: Linha gradiente de uma cor até outra.

  • Randômica: Cores randômicas geradas por um local específico do espaço de cores.

  • Cor Brewer: Criar área de cor para um esquema de cor e um número definido de classes de cor.

Rampas de cores podem ser definidas no: guilabel: Rampa de cor da aba: guilabel: Gerenciador de Estilo clicando no botão [Adicionar] e, em seguida, escolher um tipo de rampa de cores (ver seção vector_style_manager).

Estilos

A style groups a set of various symbols and color ramps. You can define your prefered or frequently used symbols, and can use it without having to recreate it everytime. Style items (symbols and color ramps) have always a name by which they can be queried from the style. There is at least one default style in QGIS (modifiable) and the user can add further styles. In the lower part of the Style tab there are four buttons for managing styles: Use [Restore Default Style] to get back to your default settings, [Save As Default] to save your style as default, [Load Style...] to get to your own styles and [Save Style] to save your own styles. Layer styles can also be transferred from one layer to another layer. Activate a layer and choose Layer ‣ mActionEditCopy Copy style and switch to another layer. Then choose Layer ‣ mActionEditPaste Paste style.

Renderizando

The renderer is responsible for drawing a feature together with the correct symbol. There are four types of renderers: single symbol, categorized (called unique color in the old symbology), graduated and rule-based. There is no continuous color renderer, because it is in fact only a special case of the graduated renderer. The categorized and graduated renderer can be created by specifying a symbol and a color ramp - they will set the colors for symbols appropriately.

Trabalhando com a Nova Geração de Simbologia

In the Style tab you can choose one of the five renderers: single symbol, categorized, graduated, rule-based and point displacement. For each data type (points, lines and polygons) vector symbol layer types are available (see vector_symbol_types). Depending on the chosen renderer, the symbology Depending on the chosen renderer, the Style tab provides different following sections. The new generation symbology dialog also provides a [Style Manager] button which gives access to the Style Manager (see Section Gerenciador de estilo). The Style Manager allows you to edit and remove existing symbols and add new ones.

Dica

Seleção e mudança de simbolos multiplos

The New Generation Symbology allows to select multiple symbols and right click to change color, transparency, size, or width of selected entries.

Renderizando Simbolo Individual

The Single Symbol Renderer is used to render all features of the layer using a single user-defined symbol. The properties, that can be adjusted in the Style tab, depend partially on the type of the layer, but all types share the following structure. In the top left part of the tab, there is a preview of the current symbol to be rendered. In the bottom part of the tab, there is a list of symbols already defined for the current style, prepared to be used via selecting them from the list. The current symbol can be modified using the [Change] button below the preview, which opens a Symbol Properties dialog, or the [Change] button right of the preview, which opens an ordinary Color dialog.

Figure Symbology 1:

../../../_images/singlesymbol_ng_line.png

Single symbol line properties nix

No guia: guilabel: Estilo você pode definir além de uma camada de transparência em geral também usar a unidade de milímetros ou mapa para a escala de tamanho. No botão [Avançado] junto com o botão [Salvar como estilo], você pode usar dados definidos pela escala de tamanho e rotação. Aqui o menu :menuselection: níveis de símbolo -> permite ativar e definir a ordem pela qual as camadas de símbolos são processados ​​(se o símbolo é constituído por mais do que uma camada).

Depois de ter feito as alterações necessárias, o símbolo pode ser adicionado à lista de símbolos de estilos atuais (usando o botão ** [Salvar como estilo] ) e então facilmente ser usado no futuro. Além disso, você pode usar o botão **[Salvar Estilo] para salvar o símbolo como um arquivo de estilo de camada QGIS (.qml) ou arquivo SLD (. sld). Atualmente na versão 1.8 SLD podem ser exportados a partir de qualquer tipo de renderizador: símbolo, categorizado, graduado ou baseado em regras, mas quando a importação de um SLD​​, um único símbolo ou renderizador baseado em regras é criado. Isso significa que os estilos categorizados ou graduados são convertidos com baseado em regra. Se você quer preservar esses renderizadores, você tem que ficar com o formato QML. Por outro lado, pode ser muito útil, por vezes, para ter esta maneira fácil de converter estilos baseado em regra.

Renderizador Categorizado

O Rendirizador Categorizado é usado para processar todos os recursos a partir de uma camada, usando um único símbolo definido pelo usuário, sua cor reflete o valor do atributo de uma feição selecionada. A guia: guilabel: estilo permite que você selecione:

  • O Atributo (Usando a coluna listagem)

  • Simbolo (usando a aba Simbolo)

  • As cores (usando rampa de cores lista box)

O botão [Avançado] no canto inferior direito da caixa de diálogo, permite definir os campos que contenham informações de rotação e tamanho de escala. Para maior comodidade, a lista na parte inferior da guia, elenca os valores de todos os atributos selecionados no momento em conjunto, incluindo os símbolos que serão renderizados.

The example in figure_symbology_2 shows the category rendering dialog used for the rivers layer of the QGIS sample dataset.

Figure Symbology 2:

../../../_images/categorysymbol_ng_line.png

Categorized Symbolizing options nix

You can create a custom color ramp choosing New color ramp... from the Color ramp dropdown menu. A dialog will prompt for the ramp type: Gradient, Random, ColorBrewer, then each one has options for number of steps and/or multiple stops in the color ramp. See figure_symbology_3 for an example of custom color ramp.

Figure Symbology 3:

../../../_images/customColorRampGradient.png

Example of custom gradient color ramp with multiple stops nix

Renderização Graduada

The Graduated Renderer is used to render all the features from a layer, using a single user-defined symbol, whose color reflects the classification of a selected feature’s attribute to a class.

Figure Symbology 4:

../../../_images/graduatesymbol_ng_line.png

Graduated Symbolizing options nix

Like Categorized Renderer, it allows to define rotation and size scale from specified columns.

Análogo a renderização categorizada, a :guilabel: aba Estilo permite que voce selecione:

  • O Atributo (Usando a coluna listagem)

  • O simbolo (usando o botão Propriedades do Simbolo)

  • As cores (usando a lista de rampas de cores)

Adicionalmente, voce pode especificar o numero de classes e também o modo como classificar os recursos dentro das classes (usando o Modo lista). Os modos disponíveis são:

  • Intervalo igual

  • Quartil

  • Quebras Naturais (Jenks)

  • Desvio padrão

  • Quebras suaves

The listbox in the bottom part of the Style tab lists the classes together with their ranges, labels and symbols that will be rendered.

The example in figure_symbology_4 shows the graduated rendering dialog for the rivers layer of the QGIS sample dataset.

Renderizador baseado em regras

O renderizador baseado em regras é utilizado para renderizar todas as feições de uma camada utilizando símbolos baseados em regras, cujas cores refletem a classificação do atributo de uma feição selecionada para uma classe. As regras são baseadas em declarações SQL. A janela permite agrupar as regras através de filtros e escala e você pode decidir se quer habilitar níveis de símbolos ou usar somente a primeira regra correspondente.

The example in figure_symbology_5 shows the rule-based rendering dialog for the rivers layer of the QGIS sample dataset.

To create a rule, activate an existing row by clicking on it or click on ‘+’ and click on the new rule. Then press the [Edit] button. In the Rule properties dialog you can define a label for the rule. Press the browsebutton button to open the Expression builder. In the Function List, click on Fields and Values to view all attributes of the attribute table to be searched. To add an attribute to the Field calculator Expression field, double click its name in the Fields and Values list. Generally you can use the various fields, values and functions to construct the calculation expression or you can just type it into the box (see Calculadora de campo).

Figure Symbology 5:

../../../_images/rulesymbol_ng_line.png

Rule-based Symbolizing options nix

Deslocamento de ponto

O renderizador de deslocamento de ponto oferece a visualização de todas as feições de uma camada de pontos, mesmo se eles tem a mesma localização. Para para isso, os símbolos dos pontos são postos em um círculo de deslocamento ao redor de um símbolo.

Figure Symbology 6:

../../../_images/poi_displacement.png

Point displacement dialog nix

Propriedades de Símbolos

The symbol properties dialog allows the user to specify different properties of the symbol to be rendered. In the bottom left part of the dialog, you find a preview of the current symbol as it will be displayed in the map canvas. Above the preview is the list of symbol layers. To start the Symbol properties dialog, click the [ mActionOptions Change...] button in the Style tab of the Layer Properties dialog.

The buttons allow adding or removing layers, changing the position of layers, or locking layers for color changes. In the right part of the dialog, there are shown the settings applicable to the single symbol layer selected in the symbol layer list. The most important is the Symbol Layer Type selectstring combobox, which allows you to choose the layer type. The available options depend on the layer type (Point, Line, Polygon). The symbol layer type options are described in section vector_symbol_types. You can also change the symbol layer properties in the right part of the dialog. For example if you have chosen an SVG marker for a point layer it is now possible to change its color using Color button.

Figure Symbology 7:

../../../_images/symbolproperties1.png

Line composed from three simple lines nix

Gerenciador de estilo

O Gerenciador de Estilo é um pequeno aplicativo auxiliar, que lista os símbolos e as rampas de cores disponíveis em um estilo. Ele também permite adicionar e/ou remover itens. Para iniciar o Gerenciador de estilo, clique no menu Propriedades ‣ Gerenciador de estilo. Alternativamente acesse via aba : Estilo.

Figure Symbology 10:

../../../_images/stylemanager.png

Style Manager to manage symbols and color ramps nix

Simbologia Antiga

Nota

QGIS 1.8. still supports the usage of the old symbology, although it is recommended to switch to the new symbology, described in section vector_new_symbology, because the old symbology will be removed in one of the next releases.

Se você quer ou precisa voltar à antiga simbologia voce clica no botão [Simbologia Antiga] na aba Estilo do aba Propriedades da Camada.

Você também pode tornar a antiga simbologia em padrão, desativando checkbox: guilabel: Utilize nova simbologia para renderização na aba: guilabel: Renderização em: menuselection: Configurações -> | mActionOptions |: menuselection: Opções.

A simbologia antiga do QGIS suporta os seguintes renderizadores:

  • Símbolo único - um estilo único é aplicado a cada objeto na camada.

  • Símbolo Graduado - objetos na camada são mostrados com diferentes símbolos classificados por valores de um campo em particular.

  • Cores contínuas - objetos na camada são apresentadas com uma variação de cores classificadas pelo valor numérico em um campo específico.

  • Valor único - objetos são classificados através de valores únicos de um campo especificado com cada valor tendo um símbolo diferente.

To change the symbology for a layer, simply double click on its legend entry and the vector Layer Properties dialog will be shown.

Opções de Estilo

Nessa janela você pode estilizar a sua camada vetorial. Dependendo da opção de renderização selecionada, você terá a possibilidade de também classificar suas feições no mapa.

Pelo menos as seguintes opções de estilo se aplicam para quase todos os renderizadores:

  • Fill style - Style for filling. Beside the given brushes you can select Fill style: selectstring ‘Texture’ and click the browsebutton button for selecting your own texture file. Currently the fileformats *.jpeg, *.xpm, and *.png are supported.
  • Cor de Preenchimento - cor de preenchimento das feições.

  • Opções de Linha

    • Estilo de Linha - Estilo de caneta para linha da feição. Você também pode definir Sem linha.

    • Cor da linha - cor da linha da feição.

    • Largura da linha - largura das feições.

Uma vez que você aplicour um estilo à sua camada você também pode salvar o estilo de sua camada para um arquivo a parte (com a extensão: file:. *.qml). Para fazer isso, use o botão [Save Style...]. Não é preciso dizer que [Load Style...] carrega seu arquivo de estilo salvo.

Se você deseja usar sempre um estilo particular, sempre que a camada é carregada, use o botão [Salvar Como Padrão] para fazer o seu estilo padrão. Além disso, se você fizer alterações para o estilo mas não gostou do resultado, use o botão [Restore Default Style] para reverter para o seu estilo padrão.

Transparência de vetor

QGIS allows to set a transparency for every vector layer. This can be done with the slider Transparency slider inside the Style tab. This is very useful for overlaying several vector layers.

Aba rótulos

|rótulos| Assim como para à simbologia | qg | 1.8 fornece atualmente um antigo e um novo motor de rotulagem em paralelo. A aba: guilabel: Rótulos ainda contém a antiga rotulagem. A nova rotulagem é implementada como um aplicativo principal e irá substituir as funções da antiga aba de rótulos em uma das próximas versões.

Recomendamos mudar para a nova rotulagem, descrita na seção :ref:’vector_new_labeling’.

The old labeling in the Labels tab allows you to enable labeling features and control a number of options related to fonts, placement, style, alignment and buffering. We will illustrate this by labeling the lakes shapefile of the QGIS sample dataset:

  1. Load the Shapefile alaska.shp and GML file lakes.gml in QGIS
  2. Zoom in a bit to your favorite area with some lake
  3. Make the lakes layer active
  4. Open the Layer Properties dialog
  5. Click on the Labels tab
  6. Check the checkbox Display labels checkbox to enable labeling
  7. Choose the field to label with. We will use Field containing label selectstring NAMES
  8. Enter a default for lakes that have no name. The default label will be used each time QGIS encounters a lake with no value in the NAMES field.
  9. If you have labels extending over several lines, check checkboxMultiline labels?. QGIS will check for a true line return in your label field and insert the line breaks accordingly. A true line return is a single character \n, (not two separate characters, like a backlash \ followed by the character n). To insert line returns in an attribute field configure the edit widget to be text edit (not line edit).
  10. Clique [Aplicar].

Agora temos rótulos. Como eles se aparecem? Eles são, provavelmente, grandes demais e estão mal posicionados em relação ao símbolo do marcador para os lagos.

Selecione a entrada Fonte e use os botões [Fonte] e [Cor] para definir a fonte e a cor. Você também pode alterar o ângulo e o posicionamento do rótulo de texto.

Para alterar a posição do texto relativa à feição:

  1. Beneath the Basic label options change the placement by selecting one of the radio buttons in the Placement group. To fix our labels, choose the radiobuttonon Right radio button.
  2. the Font size units allows you to select between radiobuttonon Points or radiobuttonoff Map units.
  3. Clique [Aplicar] para ver as alterações sem fechar o diálogo.

As coisas estão melhores, mas os rótulos são ainda muito perto do marcador. Para corrigir isso, podemos usar as opções Afastamento, que fica na parte inferior do menu. Aqui podemos adicionar afastamentos para as direções X e Y. Adicionando um deslocamento de 5 X irá afastar os rótulos do marcador e torná-los mais legíveis. É claro que se o seu marcador ou fonte é maior, mais deslocamento será necessário.

O último ajuste que faremos é para criar um `Buffer`nos rótulos. Isto significa apenas colocar um pano de fundo em torno deles para fazê-los sobressair. Para gerar um Buffer para os rótulos de lagos:

  1. Clique na checkbox: guilabel: Buffer de rótulos para habilitar os buffers de rótulos.

  2. Escolha um tamanho para o buffer usando a caixa de rotação.

  3. Escolha uma cor clicando em [Cor] e escolhendo a sua favorita a partir do seletor de cores. Você também pode definir alguma transparência para o buffer se você preferir.

  4. Clique [Aplicar] para ver se você gosta das alterações.

Se você não gostar dos resultados, ajuste as configurações e, em seguida, teste novamente clicando [Aplicar].

Um buffer de 1 ponto parece dar um bom resultado. Observe que você também pode especificar o tamanho do buffer em unidades do mapa se isso funcionar melhor para você.

As opções avançadas dentro da aba: guilabel: Rótulo permitem que você controle a aparência dos rótulos usando atributos da camada. As opções começando com Definidos por dados permitem que você defina todos os parâmetros para os rótulos usando campos na camada.

Note that the Label tab provides a preview-box where your selected label is shown.

Nova Rotulagem

A nova aplicação | mActionLabeling |: sup: Rotulagem fornece rotulagem inteligente para camadas vetoriais de pontos, linhas e polígonos e requer apenas alguns parâmetros. Esta nova aplicação irá substituir a atual rotulagem QGIS, descrita na seção: ref: vector_labels_tab e suporta também camadas transformadas on-the-fly.

Utilizando a Nova Rotulagem

  1. Inicie o QGIS e carregue uma camada vetorial de ponto, linha ou polígono.

  2. Ative a camada na legenda e clique no ícone | mActionLabeling |: sup: ícone `Rotulagem’ no menu da barra de ferramentas do QGIS.

Rotulando camadas de pontos

First step is to activate the checkbox Label this layer checkbox and select an attribute column to use for labeling. Click browsebutton if you want to define labels based on expressions. After that you can define the text style and the scale-based visibility in the Label settings tab (see Figure_labels_1 ). Choose the Advanced tab for the label placement and the labeling priority. You can define if every part of a multipart feature is to be labeled here. With the wrap label on character function you can define a character for a line break in the labels. The Data defined settings tab provides you with the attribute-based definition of Font properties, Buffer properties and Position.

Figure Labels 1:

../../../_images/label_points.png

Smart labeling of vector point layers nix

Rotulando camadas de linhas

O primeiro passo é ativar a opção checkbox :guilabel: ‘Rotule esta camada` na aba: guilabel:Configurações de rótulos e selecione uma coluna de atributo para ser usada para a rotulagem. Aqui você também pode definir rótulos com base em expressões. Depois disso, você pode definir o estilo de texto e a visibilidade baseada na escala. Outras opções de rotulagem estão disponíveis através da aba :guilabel: Avançado. Você pode definir o posicionamento e a distância do rótulo, um posicionamento relacionado à orientação da linha e a prioridade da rotulagem. Além disso, você pode definir se cada parte de uma linha composta de várias partes deve ser rotulada, se as linhas serão fundidas para evitar rótulos duplicados e, se é adicionado um símbolo de direção (ver Figure_labels_2_). Também é possível suprimir a rotulagem de feições e cobrir rótulos em caracteres. Use :guilabel: `Configurações definidas por dados para configurações baseadas em atributos ou conexão à banco de dados.

Figure Labels 2:

../../../_images/label_line.png

Smart labeling of vector line layers nix

Rotulando camadas de polígonos

O primeiro passo é ativar a opção checkbox: guilabel: ‘Rotular esta camada` e selecionar uma coluna de atributo a ser usada para a rotulagem. Aqui você também pode definir rótulos com base em expressões. Em Configurações de rótulos defina o estilo de texto e a visibilidade baseada na escala (ver Figure_labels_3). Use a aba Avançado para o posicionamento do rótulo, distância e prioridade de rotulagem. Defina aqui se cada parte de uma feição de várias partes deve ser rotulada, suprima a rotulagem de feições e rótulos cobertos por caracteres. Use: guilabel: configurações de dados definidos para configurações baseadas em atributos ou banco de dados de conexão à base.

Figure Labels 3:

../../../_images/label_area.png

Smart labeling of vector polygon layers nix

Alterar mecanismos de configurações

Além disso, você pode clicar no botão [Mecanismo de Configurações] e selecione o método de pesquisa, usado para encontrar a melhor colocação de etiquetas. Disponível é Chain, Popmusic Tabu, Popmusic Chain, Popmusic Tabu Chain e FALP.

Figure Labels 4:

../../../_images/label_engine.png

Dialog to change label engine settings nix

Além disso, o número de opções que podem ser definidos para os recursos de ponto, linha e polígonos, e você pode definir se deseja mostrar todas os rótulos (incluindo rótulos coincidentes) e opções de rótulos para a depuração.

** Palavras-chave para usar em colunas de atributo de rótulação **

Há uma lista de palavras-chave com suportadas, que podem ser utilizadas para a colocação de rótulos em colunas de atributos definidas.

  • For horizontal alignment: left, center, right
  • For vertical alignment: bottom, base, half, top
  • **Cores podem ser especificados em notação svg **, por exemplo # ff0000

  • ** para negrito, sublinhado e itálico riscado **: 0 = falso 1 = verdadeiro

A combination of key words in one column also works, e.g.: base right or bottom left.

Aba Campos

attributes Within the Fields tab the field attributes of the selected dataset can be manipulated. The buttons mActionNewAttribute New Column and mActionDeleteAttribute Delete Column can be used, when the dataset is mActionToggleEditing Editing mode.

At the moment only columns from PostGIS layers can be removed and added. The OGR library supports to add and remove columns, if you have a GDAL version >= 1.9 installed.

Edição de Widget

Figure Fields 1:

../../../_images/editwidgetsdialog.png

Dialog to select an edit widget for an attribute column nix

Na aba de orientação: guia Campos você também encontra uma coluna `` Edição de Widget ``. Esta coluna pode ser utilizada para definir os valores ou uma variedade de valores que são permitidos para serem adicionados à coluna da tabela de atributos específicos. Se você clicar no botão ** [Editar Widget] **, uma janela se abre, onde você pode definir diferentes elementos. Estes elementos são:

  • ** Edição Linha **: um campo de edição que permite a inserção de texto simples (ou restritor para números de atributos numéricos).

  • Classificação: Exibe uma caixa de combinação com os valores utilizados para a classificação, se você tiver escolhido “valores únicos” como o tipo de legenda na: guia `Estilo ‘da caixa de diálogo Propriedades.

  • Tamanho: Permite definir valores numéricos de um tamanho específico. A edição do Widget pode ser um controle deslizante ou uma caixa de rotação.

  • ** Valores únicoss **: O usuário pode selecionar um dos valores já utilizados na tabela de atributos. Se editável é ativado, uma linha de edição é mostrada com suporte para autocompletar, caso contrário, uma caixa de combinação é utilizada.

  • ** Nome do Arquivo **: Simplifica a seleção, adicionando uma janela de seleção de arquivos.

  • ** Mapa de Valor **: uma caixa de combinação com itens pré-definidos. O valor é armazenado no atributo, a descrição é mostrada na caixa de combinação. Você pode definir valores manualmente ou carregá-los a partir de uma camada ou um arquivo CSV.

  • ** Enumeração **: Abre uma caixa de combinação com valores que podem ser usados ​​dentro no tipo de colunas. Atualmente é suportado apenas por provedores de postgres.

  • ** Imutável **: A coluna de atributo imutável é somente leitura. O usuário não é habilitado para modificar o conteúdo.

  • ** oculto **: Uma coluna de atributo oculto é invisível. O usuário não é capaz de ver o seu conteúdo.

  • ** Caixa de seleção **: Exibe uma caixa de seleção e você pode definir qual atributo é adicionado na coluna quando a caixa de seleção é ativada ou não.

  • ** Edição de texto **: Isto abre um campo de edição de texto que permite que várias linhas sejam utilizadas.

  • ** Calendário **: Abre um widget de calendário para introduzir uma data. Tipo de coluna deve ser de texto.

  • Value Relation: Offers values from a related table in a combobox. You can select layer, key column and value column.
  • UUID Generator: Generates a read-only UUID (Universally Unique Identifiers) field, if empty.

Guia Geral

general The General tab is essentially like that of the raster dialog. There are several options available:

  • Change the display name of the layer
  • Set a display field to be used for the Identify Results dialog
  • Define a certain Edit User Interface for the vector layer written with the Qt Creator IDE and tools at http://qt.digia.com/Product/Developer-Tools/
  • Create a Spatial Index (only for OGR supported formats)
  • Add an Init function for the layer. They will overwrite existing QGIS widget initializations, if applied
  • Update Extents information for a layer
  • View or change the projection of the specific vector layer, clicking on Specify CRS

Furthermore you can activate and set checkbox Use scale dependent rendering, define provider specific options (e.g. encoding) and with the [Query Builder] button you can create a subset of the features in the layer that will be visualized (also refer to section Seleção).

Figure General 1:

../../../_images/vector_general_tab.png

General tab in vector layers properties dialog nix

Aba Metadado

metadata The Metadata tab contains general information about the layer, including specifics about the type and location, number of features, feature type, and the editing capabilities. The Extents section, providing layer extent information, and the Layer Spatial Reference System section, providing information about the CRS of the layer. This is a quick way to get information about the layer.

Additionally you can add/edit a title for the layer and some abtract information. These information will be saved in the QGIS project file for following sessions and will be used for QGIS server.

Figure Metadata 1:

../../../_images/vector_metadata_tab.png

Metadata tab in vector layers properties dialog nix

Guia de Ações

action QGIS fornece a capacidade de executar uma ação com base nos atributos de um recurso. Isso pode ser usado para executar qualquer número de ações, por exemplo, a execução de um programa com argumentos construídos a partir dos atributos de um recurso ou passar parâmetros ao uma ferramenta de comunicação web.

Figure Actions 1:

../../../_images/action_dialog.png

Overview action dialog with some sample actions nix

Actions are useful when you frequently want to run an external application or view a web page based on one or more values in your vector layer. They are devided into 6 types and can be used like this:

  • Generic, Mac, Windows and Unix actions start an external process,
  • Python actions execute a python expression,
  • Generic and Python actions are visible everywhere,
  • Mac, Windows and Unix actions are visible only on the respective platform (i.e. you can define three ‘Edit’ actions to open an editor and the users can only see and execute the one ‘Edit’ action for their platform to run the editor).

There are several examples included in the dialog. You can load them clicking on [Add default actions]. An example is performing a search based on an attribute value. This concept is used in the following discussion.

** Definição de Ações **

Attribute actions are defined from the vector Layer Properties dialog. To define an action, open the vector Layer Properties dialog and click on the Actions tab. Select ‘Generic’ as type and provide a descriptive name for the action. The action itself must contain the name of the application that will be executed when the action is invoked. You can add one or more attribute field values as arguments to the application. When the action is invoked any set of characters that start with a % followed by the name of a field will be replaced by the value of that field. The special characters %% will be replaced by the value of the field that was selected from the identify results or attribute table (see using_actions below). Double quote marks can be used to group text into a single argument to the program, script or command. Double quotes will be ignored if preceded by a backslash.

Se você tem os nomes de campo que são substrings de outros nomes de campo (por exemplo,`` col1`` e col10 ), você deve indicar, cercando o nome do campo (e do %caráter) entre colchetes (por exemplo, [%col10] ). Isso impedirá que o campo com nome %Col10 seja confundido com o campo de nome %col1 com um 0 no final. Os suportes serão removidos por QGIS quando se substitui no valor do campo. Se você deseja que o campo substituído seja cercado por colchetes, utilizar um segundo conjunto da seguinte maneira: [[% Col10]].

Using the Identify Features tool you can open Identify Results dialog. It includes a (Derived) item that contains information relevant to the layer type. The values in this item can be accessed in a similar way to the other fields by using preceeding the derived field name by (Derived).. For example, a point layer has an X and Y field and the value of these can be used in the action with %(Derived).X and %(Derived).Y. The derived attributes are only available from the Identify Results dialog box, not the Attribute Table dialog box.

Two example actions are shown below:

  • konqueror http://www.google.com/search?q=%nam
  • konqueror http://www.google.com/search?q=%%

No primeiro exemplo o navegador Konqueror é acionado e passa a abrir uma URL. A URL executa uma pesquisa no Google sobre o valor do campo nam de nossa camada vetorial. Note que a aplicaçao ou script acionado pela ação deve estar no caminho ou você deve fornecer o caminho completo. Para ter certeza, poderíamos reescrever o primeiro exemplo como:`` / opt/kde3/bin/konqueror http://www.google.com/search?q =% nam``. Isto irá assegurar que a aplicação konqueror será executado quando a ação é invocado.

O segundo exemplo utiliza a notação % % que não depende de um campo específico para o seu valor. Quando a ação é invocada, o % % será substituído pelo valor do campo selecionado na identificação de resultados ou na tabela de atributos.

** Utilizando Ações **

Actions can be invoked from either the Identify Results dialog, an Attribute Table dialog or from Run Feature Action (recall that these dialogs can be opened by clicking mActionIdentify Identify Features or mActionOpenTable Open Attribute Table or mAction Run Feature Action). To invoke an action, right click on the record and choose the action from the popup menu. Actions are listed in the popup menu by the name you assigned when defining the actions. Click on the action you wish to invoke.

Se você está invocando uma ação que usa a notação%%, clique com o botão direito sobre o valor do campo no painel :guilabel: Identificar resultados ou na Tabela Atributo que você deseja passar para o aplicativo ou script.

Aqui está outro exemplo que puxa os dados de uma camada vetorial e os insere em um arquivo usando o bash e o comando``eco`` (por isso só vai funcionar no|nix| ou talvez no|osx|). A camada em questão tem campos para um nome da espécie taxon_name , latitude lat e longitude long . Eu gostaria de ser capaz de fazer uma seleção espacial das localidades e exportar esses campos de valores em um arquivo de texto para o registro selecionado (mostrado em amarelo na área do mapa do QGIS). Aqui é a ação para atingir este objectivo:

bash -c "echo \"%taxon_name %lat %long\" >> /tmp/species_localities.txt"

Depois de selecionar algumas localidades e executar a ação em cada um, a abertura do arquivo de saída irái mostrar algo como isto:

Acacia mearnsii -34.0800000000 150.0800000000
Acacia mearnsii -34.9000000000 150.1200000000
Acacia mearnsii -35.2200000000 149.9300000000
Acacia mearnsii -32.2700000000 150.4100000000

Como um exercício, criamos uma ação que faz uma pesquisa no Google sobre o a camada lagos. Primeiro, precisamos determinar o URL necessário para realizar uma pesquisa sobre a palavra-chave. Isso póde ser realizado facilmente indo ao Google e realizando uma pesquisa simples, em seguida, pegar a URL na barra de endereços do seu navegador. A partir deste pequeno esforço, vemos que o formato é: http://google.com/search?q=qgis , onde QGIS é o termo de pesquisa. Armado com esta informação, podemos prosseguir:

  1. Verifique se a camada lagos está carregada.

  2. Open the Layer Properties dialog by double-clicking on the layer in the legend or right-click and choose Properties from the popup menu.
  3. Click on the Actions tab.
  4. Digite um nome para a ação, por exemplo `` Google Search ``.

  5. Para a ação, precisamos fornecer o nome do programa externo a ser executado. Neste caso, podemos usar o Firefox. Se o programa não estiver em seu caminho, você precisará fornecer o caminho completo.

  6. Seguindo o nome da aplicação externa, adicione a URL usada para fazer uma pesquisa no Google, mas não inclua o termo de busca: `` http://google.com/search?q=``

  7. O texto no campo de ação será mostrado como este: `` firefox http://google.com/search?q =``

  8. Click on the drop-down box containing the field names for the lakes layer. It’s located just to the left of the [Insert Field] button.
  9. From the drop-down box The valid attribute names for this layer selectstring select ‘NAMES’ and click [Insert Field].
  10. Your action text now looks like this: firefox http://google.com/search?q=%NAMES
  11. Para finalizar a ação clique no botão** [Inserir ação] **.

A ação é completada e está pronta para usar. O texto final da ação deve ser semelhante a este:

firefox http://google.com/search?q=%NAMES

Agora podemos utilizar a ação. Feche a: aba de diálogo: ‘Propriedades da camada ` e aplique um zoom em uma área de interesse. Certifique-se que a camada lagos está ativa e identifique um lago. Na caixa o resultado que você poderá visualizar que a nossa ação está visível:

Figure Actions 2:

../../../_images/action_identifyaction.png

Select feature and choose action nix

Quando clicamos sobre a ação, ela faz o Firefox e navegar para o URL http://www.google.com/search?q=Tustumena. Também é possível adicionar outros campos de atributo para essa açao. Para isso basta um + ao final do texto de ação, selecionar outro campo e clicar em [Inserir Campo). Nesse exemplo não temos outro campo disponível para efetuarmos a busca.

Você pode definir múltiplas ações para uma camada e cada uma vai aparecer na caixa de diálogo: guilabel: Identificar resultados.

Você pode pensar em todos os tipos de usos para as ações. Por exemplo, se você tem uma camada de pontos que contém as localizações de imagens ou fotos, juntamente com um nome de arquivo, você pode criar uma ação para lançar um visualizador para exibir a imagem. Você também pode usar ações para lançar relatórios baseados na web para um campo de atributo ou combinação de campos, especificando-as da mesma forma que fizemos no nosso exemplo de busca Google.

Nós também podemos fazer exemplos mais complexos, por exemplo, sobre como usar ações em ** Python **.

Normalmente, quando nós criamos uma ação para abrir um arquivo com uma aplicação externa, podemos usar caminhos absolutos, ou, eventualmente, caminhos relativos, no segundo caso, o caminho é relativo ao local do arquivo executável do programa externo. Mas quando, precisamos usar caminhos relativos, em relação à camada selecionada (um arquivo com base um, como um shapefile ou SpatiaLite)? O código a seguir irá fazer o truque:

command = "firefox";
imagerelpath = "images_test/test_image.jpg";
layer = qgis.utils.iface.activeLayer();
import os.path;
layerpath = layer.source() if layer.providerType() == 'ogr' else \
(qgis.core.QgsDataSourceURI(layer.source()).database() \
if layer.providerType() == 'spatialite' else None);
path = os.path.dirname(str(layerpath));
image = os.path.join(path,imagerelpath);
import subprocess;
subprocess.Popen( [command, image ] );

Temos que basta lembrar que a ação é um dos tipo * Python * e pode ser modificada as variáveis no * comando * e * imagerelpath * ​​para atender as necessidades.

Mas o que dizer se o caminho relativo precisa ser relativo ao arquivo de projeto (salvo)? O código da ação Python seria:

command="firefox";
imagerelpath="images/test_image.jpg";
projectpath=qgis.core.QgsProject.instance().fileName();
import os.path; path=os.path.dirname(str(projectpath)) \
if projectpath != '' else None;
image=os.path.join(path, imagerelpath);
import subprocess;
subprocess.Popen( [command, image ] );

Outro exemplo de ações usando Python nos permite adicionar novas camadas ao projeto. O exemplo a seguir,por exemplo, irá adicionar ao projeto um vetor e raster , respectivamente,. O nome dos arquivos a serem adicionados ao projeto e o nome a ser dado à camada são controlados aos dados(filename e layname são o nome das colunas da tabela de atributo do vetor onde a ação será criada):

qgis.utils.iface.addVectorLayer('/yourpath/[% "filename" %].shp','[% "layername" %]', 'ogr')

Para adicionar um raster (uma imagem tif, neste exemplo) utiliza-se:

qgis.utils.iface.addRasterLayer('/yourpath/[% "filename" %].tif','[% "layername" %]')

Aba Ligações

join A guia :Uniões:`Joins` permite que você realize a união de tabelas de atributos carregadas previamente ao projeto e carregalas a sua camada vetorial. Você necessita definir as colunas chaves para unir camadas, unir campo e campo alvo. O QGIS atualmente suporta a união de tabelas em formato não espacial suportados pelo OGR,texto delimitado e provenientes do PostgreSQL (Veja figure_joins_1).

Figure Joins 1:

../../../_images/join_attributes.png

Join an attribute table to an existing vector layer nix

Adicionalmente, o adicionar ligação de vetor permite:

  • checkbox Cache join layer in virtual memory
  • checkbox Create attribute index on the join field

Diagrams Tab

diagram The Diagrams tab allows you to add a graphic overlay to a vector layer (see figure_diagrams_1).

The current core implementation of diagrams provides support for piecharts and text diagrams. Text values ​​of different data columns are displayed one below the other with a circle or a box and dividers. Diagram size is based on a fixed size or on linear scaling according to a classification attribute. The placement of the diagrams interacts with the new labeling, so position conflicts between diagrams and labels are detected and solved. In addition to chart positions can be fixed by the users hand.

Diagrama Figura 1:

../../../_images/diagram_tab.png

Vector properties dialog with diagram tab nix

We will demonstrate an example and overlay the alaska boundary layer a text diagram showing some temperature data from a climate vector layer. Both vector layers are part of the QGIS sample dataset (see Section Dados de exemplo).

  1. Primeiro clique no ícone | mActionAddOgrLayer |: Adicionar Camada Vetorial , procure nos exemplos da pasta conjunto de dados de amostra e carregue as duas camadas de arquivo vetorial: arquivo: alaska.shp e: arquivo: climate.shp.

  2. Dê um clique duplo na camada clima na legenda do mapa para abrir a aba de diálogo ‘Propriedades da camada `.

  3. Click on the Diagrams tab, activate Display diagrams and from Diagram type selectstring combobox select ‘Text diagram’
  4. As Background color we choose a light blue and set a fixed size to 18 mm.
  5. Placement could be set to AroundPoint.
  6. No diagrama procuramos exibir os valores das três colunas `` T_F_JAN ``, `` T_F_JUL `` e `` `` T_F_MEAN. Primeiro selecione `` T_F_JAN `` como atributo e clique no botão verde ** [+] ** , então `` T_F_JUL `` e `` `` finalmente T_F_MEAN.

  7. Now click [Apply] to display the diagram in the QGIS main window.
  8. You can now adapt the chart size, or change the attribute colors by double clicking on the color values in the attribute field. Figure_diagrams_2 gives an impression.
  9. Finalmente, clique em [Ok].

Diagrama Figura 2:

../../../_images/climate_diagram.png

Diagram from temperature data overlayed on a map nix

Additionally in the Settings ‣ Options dialog, there is a Overlay tab where it is possible to select the placement algorithm of the diagrams. The central point method is a generic one, the others use algorithms of the PAL library. They also consider diagram objects and labels in different layers. Also see section Diagram Overlay Plugin for additional diagram features.